Tuesday, December 16, 2014

Rapidinha: Preconceitos ao Longo do Tempo

   Olá pessoal, hoje escreverei uma nova rapidinha. O tema é a justificativa do preconceito por parte dos preconceituosos ao longo da história.

   Primeiramente, quero deixar claro que não quero acusar ninguém e muito menos comparar condutas. Não sou exemplo de vida e ética, apenas sigo o que penso e falo. Também sugiro cumprir regras e conceitos determinados como correto. Posso até não concordar (nos temas que irei falar concordo em todos), mas não uso este fato para justificar que eu não siga a lei.

   "Tradicionalmente minha familia sempre teve escravos, meus avós tiveram escravos, meus pais tiveram escravos. Você tem que entender que é difícil para mim aceitar um negro andar ao meu lado como um igual".

   "Os judeus foram os causadores da nossa derrocada. Eles concentram as riquezas entre eles e exploram o povo para aumentar suas riquezas. Devemos extirpar eles do nosso país ".

   "Eles são infiéis, rezam para o diabo, não seguem os mandamentos do nosso único e verdadeiro Deus. São sujos e devem ser combatidos com fogo se assim necessário porque assim deseja Deus todo poderoso".

   "Eu sou das antigas, fui criado dentro do modelo tradicional de família, onde há homem e mulher e os filhos. Eu até tenho amigos gays, mas não aceito que eles se beijem na frente do meu filho, pode influenciar mal eles, sabe? Não pega bem".

   Em todos os exemplos acima é justificável o preconceito. Em todos os exemplos acima, para mim, não justifica nada. Ao longo do tempo e situação da história, as justificativas são usadas num processo de transição do errado para o correto. Nós deveríamos aprender com o errado a não cometer mais erros. Mas é muito difícil!

    O último caso eu ouço sempre. Em todos os casos ainda pagamos todos pela burrice de não querer ver o óbvio! Enquanto criarmos meios de denegrir e destruir pessoas que são diferentes ou pensam diferentes de nós, não conseguiremos evoluir enquanto humanidade. Se todos sabem e está explicado que está incorreto, por que ainda insistimos em errar? Aprender a respeitar o todo e o coletivo é tão melhor para o todo e o coletivo...

Post a Comment